O Teatro como um Método para o Louvor - Estudos/Teatro

Capítulo 4


A maneira mais eficiente de impactar a vida das pessoas é através da experiência. As pessoas conhecem a Deus e crescem em relacionamento pessoal com ele somente através da experiência. Mas a experiência com Deus geralmente não acontece sozinha. Ela é alcançada através da interação das pessoas da comunidade. Roy Cheville disse em seu livro: "Recursos Espirituais Disponíveis Hoje", as pessoas vivem através de relacionamentos. Esta conexão pode ser encontrada na ação ou inação de outras pessoas. Os exemplos de ação são vários: cantar, falar, escrever, trabalhar. Exemplos de inação são indiferença e não-envolvimento.


Nós somos chamados a ser membros do corpo de Cristo. Isto é, nós nos dedicamos ativamente ao ministério de acordo com os nossos talentos e as circunstâncias da vida. A natureza do ser inclui interação com outras pessoas. Assim, como membros do corpo de Cristo, as pessoas que não conhecem a Cristo, podem ver a nós, porque somos tangíveis. Com todas as nossas inibições e faltas, Cristo continua a trabalhar através do melhor de cada um de nós, se eu assim escolhermos, de maneira que outros possam vir para ele. Nossas ações em discipulado têm o potencial de trazer pessoas para momentos na presença de Deus. As pessoas então, têm a oportunidade de experimentar, escolher e desenvolver de acordo com estas escolhas.


Todas as formas de arte são ações específicas realizadas pelas pessoas. Quando o teatro combina com o discipulado ativo, a expressão tem o potencial de ajudar pessoas a experimentar momentos na presença de Deus. Por causa da sua natureza, o teatro pode funcionar como uma aproximação do testemunho. É uma forma de arte que conecta as pessoas a uma experiência comum. Ele nos atrai para relacionamentos interpessoais de maneira que nossa identidade possa ser desenvolvida.


Para usar o teatro como uma aproximação do testemunho não significa que nós devemos tentar mudar ou reestruturar a natureza do teatro. Por exemplo, o conflito é necessário, porque o teatro se relaciona com a vida e a vida inclui conflito. Revelar os aspectos menos desejáveis da vida também é necessário de maneira a ser verdadeiro em relação às circunstâncias da vida. Excluir o conflito e os aspectos menos desejáveis da vida não nos ajuda a examinar nosso relacionamento com o nosso mundo. Mas, tomado como um todo, a experiência do teatro transcende o seu limites e tem o potencial de tocar uma corda interna e profunda nas pessoas que então podem obter sua experiência com Deus. O teatro tem potencial para curar, sarar e adorar a Deus.


Como foi dito antes, a experiência é uma palavra chave para descrever o valor do teatro. O teatro ajuda as pessoas a experimentar algo de uma maneira que nenhum outro método consegue. As pessoas experimentam a vida mostrada no palco sem na verdade realizar o que viu. Entretanto, esta experiência é real e segura. Por exemplo, as pessoas podem passar pela experiência de morar em um beco sem a necessidade de deixar sua casa para viver isto. Desta maneira, elas podem entender, sentir e ainda podem ir para casa e responder a esta experiência em seus próprios termos. Através da experiência, o teatro tem o potencial de levar as pessoas a Deus.


O teatro como um método de testemunho é um ministério de cura. O teatro baseado na vida humana e seu viver podem profundamente tocar aquelas pessoas que estão machucadas e com o coração partido. Uma pessoa se identifica com os personagens e suas situações. A experiência toca em uma corda interna, profunda e por vezes dolorida em nós. De várias maneiras, a pessoa se torna vulnerável, emocionalmente e espiritualmente aberta. Com o elemento de Cristo de alguma maneira revelada como parte da experiência, a cura pode ser estimulada.


Uma das razões para este fenômeno está relacionada à experiência real do teatro. Um grupo de pessoas se ajunta e reparte a experiência e ainda assim a experiência é também muito particular. No âmbito do teatro mais do que em qualquer outro setor pode-se sentir e demonstrar a emoção. Normalmente as pessoas não questionam quando isto acontece. Entretanto, ninguém sabe as maneiras pelas quais a experiência especificamente toca a pessoa exceto a própria pessoa. Este aspecto é bastante seguro e é o principal catalisador para uma pessoa ser capaz de se abrir e receber esta ministração.


O teatro é um ministério de louvor. Quando nós louvamos, nós honramos, celebramos e reverenciamos a Deus. Também consideramos nosso relacionamento com Deus e com os outros em termos de compromisso, reconciliação, compaixão e redenção. Outra vez, a criação principal do teatro determina o que ele é e o que ele realiza. O teatro tem o potencial de ajudar a louvar através da celebração, como também para curar e ao mesmo tempo honrar e reverenciar a Deus.


Finalmente, o teatro é um ministério de poder. O teatro dá oportunidade para abrirmos os corações e mentes das pessoas para ganhar maior entendimento, compaixão e força espiritual. Ao examinar nosso relacionamento com o nosso mundo neste contexto, nós podemos receber poder para revelar Cristo ao mundo. Mas isto depende do tipo de teatro que for apresentado como também do compromisso e do estado espiritual das pessoas que dividem esta experiência.


O objetivo de se usar o teatro como louvor é o mesmo de qualquer outra expressão de discipulado. O objetivo é ajudar uma pessoa a desenvolver o seu maior potencial. E este potencial somente pode ser realizado através de contínuo relacionamento com Deus.


Roy Cheville disse que: "A pessoa total deve antever-se alcançando e continuando a expandir seu relacionamento com a grandeza de Deus na totalidade do universo. Menos do que isto é cortar os recursos disponíveis para o desenvolvimento da pessoa. Uma pessoa criativa e pesquisadora prosseguirá neste caminho tentando um relacionamento enriquecedor com recursos espirituais. A pessoa honesta verá sua concepção acerca de Deus levando-o ao crescimento. Ela verá que sua linguagem necessitará de expansão. Ela verá que os caminhos convencionais para conhecer a Deus não são suficientes. Ela verá que aqueles que se relacionam com Deus têm noções limitadas. Mas a pessoa de espírito pioneira irá vibrar, irá se emocionar com a grande aventura de se relacionar mais e mais. E o Espírito Santo irá ministrar esta exploração. A pessoa verá como o Espírito chama para o relacionamento certo".


Johann Wolfgang von Goethe (1749-1832), um dramaturgo alemão que escreveu Fausto, poeta, novelista, cientista, disse que a arte possui três funções: entretenimento, edificação e exaltação do espírito humano.


A palavra entretenimento vem do latim, que significa segurar, conter, prender, e uma definição completa da palavra é prender a atenção de maneira agradável. Enquanto algumas pessoas acreditam que louvor, ministração e vida com Deus significam estoicismo, asceticismo, outras acreditam que significam descoberta ativa, intensa e vívida celebração. Por causa da sua natureza, o teatro nos permite realizar isto.


A edificação ou instrução/informação também é uma função da arte e do teatro. Está dentro da natureza humana a necessidade do conhecimento. O teatro nos permite uma maneira de aprender algo sob o ponto de vista de outra pessoa, através da experiência. Também a edificação leva ao conhecimento através da emoção. O conhecimento real pode aumentar o entendimento. Mas a edificação emocional através da experiência teatral também contribui freqüentemente para a qualidade de vida. A essência da edificação apóia-se mais no emocional do que no entendimento.


A terceira função da arte segundo Goethe, a exaltação, possui um vínculo com a vida espiritual das pessoas. Ao lado do entretenimento e da edificação, a natureza humana também requer exaltação. Nós não somente precisamos encarar nossa existência, mas precisamos também ter uma vasta visão da humanidade e das lutas da humanidade no mundo. O teatro é uma procura da verdade entre os esforços humanos. Como tal, o teatro tem o potencial de ajudar as pessoas a melhorar suas vidas através da experiência.


Entretanto, nós mesmos não podemos fazer a experiência acontecer. Isto é, não podemos criar um tipo específico de experiência para as pessoas e esperar que o nosso trabalho sempre toque o interior das pessoas de maneira profunda. Às vezes, não importa o que nós fazemos nem o quão bem nós o fazemos, a experiência não acontece. Quando ela acontece, muito deste fenômeno acontece em um nível subconsciente. Ao invés de tentar criar uma experiência específica, nós tentamos responder às necessidades das pessoas da melhor maneira que nós sabemos. Usar o teatro é uma das maneiras de realizar isto. Mas quando a experiência acontece, ela é realmente maravilhosa.

You can leave a response, or trackback from your own site.
Powered by Blogger