Amo meu território | Discipulado - Estudo



Texto Base II Samuel 23: 11

Introdução:

Quem planta tem o direito de colher. Por tudo o que temos trabalhado, por todo nosso empenho, adquiriu o direito a uma ceifa abundante. Nossa cidade, igreja, família, célula estão às portas de tempos de abundancia. Porém, temos um inimigo que veio para matar, roubar e destruir. Ele não está satisfeito com nossa condição. 
O texto nos mostra que os filisteus se ajuntaram para roubar a plantação de lentilhas no território de Lei, e neste contexto se levantou um homem chamado Samá que defendeu o que era de seu povo, defendeu sua cidade, sua família, seu povo. 
Hoje nosso território, (família, célula, igreja, cidade, nação) necessita de homens que como Samá, se levantem para defender seus interesses. 
Assim como o Leão defende seu território com autoridade, precisamos nos levantar. Somos filhos do leão da tribo de Judá, somos ungidos e nenhum inimigo nos intimidará. 
Para defendermos o nosso território temos primeiramente que:
 Amar o território: Samá amava seu território e seu povo, foi por este motivo que ele se levantou para defendê-los. 



Aprenda a amar o lugar onde o Senhor determinou que você vivesse. Mas não viva como um simples habitante, faça a diferença, porque o amor gera frutos, se mova em favor de seu povo e território, dê exemplo, ensine, ame a sua pátria. Não fale e não permita que ninguém fale mal de sua igreja, célula, família, cidade.

Jesus também amou e tem um carinho em especial por sua terra natal, Israel. Ele exerceu seu ministério e governo como homem em Israel. Os milagres, as maravilhas que desfrutamos hoje são frutos de trabalho que desenvolveu com amor no seu território. 

CONCLUSÃO: Samá defendeu o seu povo cumprindo um principio estabelecido por Deus na criação. No Éden Deus ordena que Adão amasse e cuidasse do lugar em Ele concedera a eles. E esta ordenança é valida até nos dias de hoje para todos sem exceção.


“Da terra formou, pois, o Senhor Deus todos os animais o campo e todas as aves do céu, e os trouxe ao homem, para ver como lhes chamaria; e tudo o que o homem chamou a todo ser vivente, isso foi o seu nome.
Assim o homem deu nomes a todos os animais domésticos, às aves do céu e a todos os anima do campo;” (Gêneses 2:19,20).

You can leave a response, or trackback from your own site.
Powered by Blogger