A GRAÇA | Células - Estudos


( Efésios 2:8-9)

Você precisa receber o amor e a graça de Deus em sua vida. O que é graça? Graça é um “favor imerecido”. A palavra “dom” significa “presente”. Então,é como um presente que recebemos. Ninguém pensa em pagar por um presente que recebemos. Ninguém pensa em, pagar por um presente, pois, se tiver que pagar, deixa de ser presente!

Aceitar a graça de Deus é um grande desafio. Fomos criados e formados com o pensamento religioso de que devemos pagar pelo pecado, que devemos ser castigados ou sofrer alguma privação. Daí é que vem a idéia de penitência, pagar promessa, purgatório, etc. Mas nós somos salvos pela graça. Isso é difícil de entender porque a justiça humana não sabe o que é perdão. Perdão é coisa divina. No reino físico tudo tem que ser pago, tudo vem por troca.


Na parábola do Filho Pródigo (Lucas 15:11-32), aquele jovem não tinha direito algum, pois já tinha recebido sua parte da herança e a desperdiçou. Mesmo assim o pai o recebeu de volta. Se olharmos do ponto de vista humano, aquilo foi injusto, razão pela qual o irmão mais velho não aceitou a atitude do pai.(Lc 15:28-30).
Do ponto de vista humano, a graça de Deus é injusta. Ou seja, não merecíamos, pois voluntariamente nos afastamos dEle e tomamos a direção oposta, pensando que poderíamos fazer melhor do que as Suas instruções a nós.


A GRAÇA É PARA QUEM RECONHECE QUE PRECISA
Mas só pode se apropriar da graça aquele que reconhece que é pecador, que errou o alvo, que se desviou e deu as costas ao Criador e Pai. Ela se manifesta quando há humildade. Jesus andava com os pecadores, cobradores de impostos, prostitutas,e era condenado pelas autoridades religiosas por causa dessa atitude.(Mateus 9;10-12)
Jesus recebia os pecadores, mas resistia aos religiosos. Por quê? Porque os religiosos não reconhecem o seu pecado. Eles se acham bons demais. Não precisam da graça, porque acham que não tem pecado. São justos em si mesmos. Jesus veio para os pecadores.
Porém, todos são pecadores, porque o pecado tomou toda a raça humana.Romanos 3:23. Mas a justiça própria cega essa percepção. Por isso é que a religião tornou-se o maior  empecilho para que as pessoas se aproximem de Deus. Elas dizem: “Eu já tenho a minha religião; meu avô foi dessa religião, meu pai, agora eu; por isso não vou mudar!.” Elas se fecham para Deus e substituem “relacionamento” por “religião”.
Só volta para Deus quem “cai em si” e reconhece: “pequei! Dei as costas para Deus e busquei minha própria direção.” Mas, sempre que alguém volta para o Pai, Ele o recebe de braços abertos, para sentar-se à mesa e comer com Ele; isto é comunhão e relacionamento!


DOIS EXEMPLOS DE HUMILDADE
Quando Jesus estava na cruz, dois ladrões ficaram ao lado dEle, um à direita, outro á esquerda. E o evangelho relata, Lucas 23:39-43.
Alguém poderia dizer: “Mas, que injustiça! Pois aquele ladrão fez mal às pessoas durante toda a sua vida, não freqüentou uma igreja, nunca leu a Bíblia, não fez lindas orações nem cantou belos hinos; e como é que pode agora ir para o céu?” A graça causa exatamente esse espanto. Aos olhos humanos é injusta. Mas, assim como aquele ladrão não merecia, nem eu e nem você merecemos! A graça nos alcançou porque Ele ama a todos igualmente. “O ladrão nem mesmo pediu perdão, mas suas palavras revelaram o que estava no coração quando disse: “eu mereço”, ou seja, “ pequei, por isso estou condenado”. A Bíblia diz que nossa parte é tão somente confessar, e confessar significa “concordar”, como fez aquele ladrão (I João 1:9).
Outro exemplo está em Lucas 18:9-14
Jesus usou dois extremos como exemplo. Publicano era um cobrador de impostos, que cobrava do seu próprio povo para enviar a Roma, por isso era considerado o maior pecador. O fariseu era o mais religioso aos olhos do povo. Mas quem saiu justificado foi o publicano, porque tinha um coração humilde e quebrantado. Este recebeu a graça.


CONCLUSÃO
Este é o tempo de você lançar fora toda a sua justiça própria. Você nunca poderá pagar a dívida contraída pelo pecado. O preço é a própria morte, por isso Jesus já pagou. O filho pródigo trabalharia a vida toda para o pai e não pagaria a dívida, mas ele sentou-se novamente à mesa, porque o pai o perdoou. A salvação é graça! Não anule o amor de Deus por causa da justiça própria. Faça uma oração e receba, pela fé, a salvação já oferecida por Cristo. Amém!.

You can leave a response, or trackback from your own site.
Powered by Blogger